quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Obrigado meu velho, meu irmão, meu amigo

Importantes são aqueles
(e serão certamente alguns)
que me estendem a mão
quando tropeço
nas pedras da vida.
Mais importantes são aqueles
(e serão certamente poucos)
que tiram a pedra
antes de eu passar
e que dificilmente
saberei quem são.

(Homenagem a um velho – já vem das terras do fim do mundo – amigo que tem passado a vida a estender-me a mão e a tirar as pedras do meu caminho. De seu nome: Fernando Frade)

1 comentário:

Moriae disse...

acredito piamente ... felicidades para esse caminho sem pedras e metáforas desse género.

quanto ao não se aperceber de algumas coisas, acho natural. mas é opinião de uma estranha, leitora por direito em blogue público.