sexta-feira, 17 de Julho de 2009

Ernesto Bartolomeu, jornalista da TPA, potencial candidato ao Prémio Africano

O jornalista da Televisão Pública de Angola (TPA), Ernesto Bartolomeu (foto), é um potencial vencedor do Prémio Africano de Jornalismo, cuja cerimónia de entrega será realizada amanhã, em Durban, na África do Sul.

A informação foi prestada à Angop pelo adido de imprensa da representação diplomática angolana naquele país, António do Nascimento.

Com efeito, esclareceu, os organizadores do galardão, a Cadeia de Televisão Americana "CNN" e a Multichoice procederam, à apresentação dos 21 candidatos concorrentes ao prémio.

Ernesto Bartolomeu concorre com uma reportagem sobre o Kuito Kuanavale, um dos municípios da província do Kuando Kubango, que foi palco de combates entre os exércitos angolano e sul-africano, na era do “apartheid”, cujo desfecho marcou uma viragem nos acontecimentos de Angola e da região Austral.

De acordo com António do Nascimento, nesta reportagem são revelados factos que comovem toda a sociedade sul-africana, como a morte de muitos compatriotas e outras informações inéditas ligadas ao envolvimento do regime do “apartheid” na guerra contra Angola.

A peça jornalística encerra também uma entrevista ao actual presidente sul-africano, Jacob Zuma, na qual espelha a situação vigente na altura, acerca do relacionamento entre os dois países.

Todos esses aspectos, na opinião de António do Nascimento, conferem ao trabalho do jornalista angolano todo o favorecimento na disputa deste prémio.

O adido de imprensa disse que a fim de participar na cerimónia de entrega do Prémio Africano de Jornalismo, é esperada na África de Sul uma delegação do Ministério da Comunicação Social, chefiada pelo Director Nacional de Informação, José Luís de Matos, em representação do titular da pasta, Manuel Rabelais, e integrada por membros da Direcção da Televisão Pública de Angola (TPA) e Rádio Nacional de Angola (RNA).

Sem comentários: